Sindicato das Empresas de Rádio e TV do RS | (51) 3231-4260
SENADOR PEDE LINHA DE CRÉDITO PARA RÁDIOS MUDAREM DE AM PARA FM
Quarta, 26 de Abril de 2017

SENADOR PEDE LINHA DE CRÉDITO PARA RÁDIOS MUDAREM DE AM PARA FM

A extinção do serviço de radiodifusão local por onda média, onde estão as emissoras AM, foi determinada por decreto

 

O senador Eduardo Lopes (PRB-RJ) pediu na terça-feira, 25, em discurso no Plenário, que o governo crie linha de crédito específica para atender as emissoras de rádio AM que precisam migrar para a frequência modulada, ou FM.
Ele explicou que a extinção do serviço de radiodifusão local por onda média, onde estão as emissoras AM, foi determinada pelo Decreto 8.139/2013. A maioria das emissoras locais do país está agora em processo de migração para a faixa FM.
O senador disse que os custos dessa migração variam de R$ 8 mil até R$ 4,5 milhões, dependendo de fatores como potência do sinal e população do município. Para ele, uma linha de crédito especial é necessária para ajudar as emissoras, principalmente as pequenas, a concretizarem a transição de faixa de frequência.
“Devemos cuidar para que nenhuma empresa de radiocomunicação seja prejudicada”, afirmou Eduardo Lopes.

O senador Eduardo Lopes (PRB-RJ) pediu na terça-feira, 25, em discurso no Plenário, que o governo crie linha de crédito específica para atender as emissoras de rádio AM que precisam migrar para a frequência modulada, ou FM.

 

Ele explicou que a extinção do serviço de radiodifusão local por onda média, onde estão as emissoras AM, foi determinada pelo Decreto 8.139/2013. A maioria das emissoras locais do país está agora em processo de migração para a faixa FM.

 

O senador disse que os custos dessa migração variam de R$ 8 mil até R$ 4,5 milhões, dependendo de fatores como potência do sinal e população do município. Para ele, uma linha de crédito especial é necessária para ajudar as emissoras, principalmente as pequenas, a concretizarem a transição de faixa de frequência.

 

“Devemos cuidar para que nenhuma empresa de radiocomunicação seja prejudicada”, afirmou Eduardo Lopes.

 

Fonte: Portal Comunique-se
Compartilhe esta notícia:

Sindicato das Empresas de Rádio e TV do RS
Rua Riachuelo, 1098 - Sala 204 - Bairro Centro
CEP: 90.010-270 - Porto Alegre - RS
FONE: (51) 3231-4260
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

ACESSE NOSSAS REDES

SINDIRÁDIO ® TODOS OS DIREITOS RESERVADOS