Sindicato das Empresas de Rádio e TV do RS | (51) 3231-4260
Quarta, 13 de Março de 2024

Rádio AM/FM lidera o consumo de áudio com publicidade nos EUA, superando Spotify e Pandora

Novo relatório desmistifica percepções sobre consumo de áudio com anúncios, destacando o poder do rádio tradicional

Novos estudos sobre o hábito de consumo de áudio nos Estados Unidos revelaram que a maioria dos anunciantes foca em plataformas como Spotify e Pandora, mas são as rádios AM/FM que dominam a audiência, alcançando 64% dos ouvintes em um dia normal. Esses insights, apresentados por Pierre Bouvard, diretor de insights da Cumulus Media, destacam a importância do rádio tradicional. Com 68% do mercado de áudio com anúncios, com uma fatia de 86% no ambiente automotivo, o rádio AM/FM mostra sua relevância entre os ouvintes. Os dados são da Edison Research.

De acordo com Pierre Bouvard, apenas uma pequena parcela dos norte-americanos, cerca de 5%, ouve o Spotify com anúncios em um dia típico. Em contraste, a maioria, cerca de 64%, sintoniza rádio AM/FM. Esses dados fazem parte de sete novas descobertas sobre áudio com anúncios do relatório Share of Ear da Edison Research e são vitais para a estratégia dos anunciantes, que deveriam pesar mais o investimento no rádio

Um dos pontos mais importantes destacados no estudo, conforme mencionado no blog Audio Active Group, é a percepção exagerada dos anunciantes sobre a audiência do Spotify e da Pandora. Na realidade, o rádio tradicional ainda possui uma fatia considerável, representando 68% do mercado de áudio com anúncios e dominando com 86% da audiência no carro. Com 58% da audição de rádio AM/FM ocorrendo no carro, percebe-se claramente que o meio está se recuperando e continua a atrair os passageiros.

O estudo da Edison também revela que há um engajamento diário mínimo com o Spotify e a Pandora com anúncios, já que 95% e 94% dos norte-americanos, respectivamente, não sintonizam essas plataformas. A participação de mercado real do Spotify com anúncios é sete vezes menor do que a maioria das agências e anunciantes percebe.

Essa discrepância entre percepção e realidade destaca a necessidade de os anunciantes e agências reavaliarem suas estratégias de planejamento e investimento em mídia para alinhá-las com os verdadeiros comportamentos de escuta da população norte-americana. Com o foco recente em campanhas políticas e sua eficácia no rádio AM/FM, esse meio continua sendo o de maior alcance entre os eleitores registrados, com 68% de participação.

A ascensão dos podcasts é outra tendência importante, representando agora 20% do áudio com anúncios e correspondendo a um em cada cinco minutos de áudio com anúncios nos EUA. Isso ressalta a mudança nas preferências dos ouvintes e a crescente importância dos podcasts na publicidade, especialmente entre os eleitores registrados, onde o rádio AM/FM e os podcasts lideram com 68% e 21% de participação, respectivamente.

E por qual razão olhar para lá fora?

tudoradio.com costuma observar esses pontos de curiosidade dos números do rádio internacional para mapear possíveis mudanças de hábitos e a manutenção do consumo de rádio em diferentes países. Assim como ocorreu no ano anterior, periodicamente a redação do portal irá monitorar o desempenho do rádio nos principais mercados do mundo e, é claro, fazendo sempre uma comparação com a situação brasileira. E, como de costume, repercutindo também qualquer número confiável sobre o consumo de rádio no Brasil.

Com informações do blog Westwood One / Cumulus Media, Nielsen Scarborough, MESH Experience e portal Inside Radio

Fonte: Tudo Rádio
Compartilhe esta notícia:

Sindicato das Empresas de Rádio e TV do RS
Rua Riachuelo, 1098 - Sala 204 - Bairro Centro
CEP: 90.010-270 - Porto Alegre - RS
FONE: (51) 3231-4260
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

ACESSE NOSSAS REDES

SINDIRÁDIO ® TODOS OS DIREITOS RESERVADOS