Sindicato das Empresas de Rádio e TV do RS | (51) 3231-4260
Crédito:Agência Brasil
Quarta, 22 de Julho de 2020

TSE prepara campanha sobre fim da biometria e novos protocolos para as eleições 2020

De acordo com os infectologistas consultados, a identificação pela digital pode elevar o risco de infecção por Covid-19, e aumenta as aglomerações, por tornar a votação mais demorada

Com a criação de novas medidas de segurança sanitária para proteger a saúde de eleitores e profissionais que irão trabalhar nas eleições de 2020, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) prepara campanhas de esclarecimento com intuito de evitar a desinformação e propagação de fake news.

A primeira grande mudança para o próximo pleito eleitoral é a extinção da biometria, que segue recomendação das instituições que prestam consultoria ao TSE, Fiocruz e hospitais Sírio Libanês e Albert Einstein.

De acordo com os infectologistas consultados, a identificação pela digital pode elevar o risco de infecção por Covid-19, e aumenta as aglomerações, por tornar a votação mais demorada.

A decisão foi tomada pelo presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, na semana passada. E na visão da coordenadora de redes sociais e de campanhas do TSE, Fábia Galvão, a mudança pode gerar muitas notícias falsas.

“Teremos várias campanhas esclarecedoras nas redes sociais, porque com os novos protocolos de segurança que os pleitos vão precisar seguir, vai haver muita fake news. Vamos fazer várias campanhas explicando o que mudou e por que mudou”, esclarece Galvão.

Uma das ações de combate à desinformação programadas pelo TSE contará com a atuação do biólogo e youtuber brasileiro Átila Iamarino. A campanha ainda está em fase de conclusão.

Parceria com checadores

Outra ação do Tribunal para este pleito é a manutenção de parcerias com plataformas de checagem, com objetivo de garantir a divulgação de dados e informações corretos sobre as eleições. “O ministro tem feito conversas individuais com as plataformas de checagem e vamos manter parcerias com elas. Essa é uma pauta muito importante para o Tribunal e para a democracia”, afirma a coordenadora.

O TSE também pretende lançar uma cartilha com os novos protocolos de segurança das eleições. Serão levados em conta cuidados para os eleitores, com regras diferenciadas para os que têm necessidades especiais, e para mesários, fiscais, policiais militares e agentes de segurança, como a higienização mais criteriosa dos espaços de votação.

Também terão atenção os servidores e colaboradores no TSE e Tribunais Regionais Eleitorais (TREs), populações indígenas em locais de difícil acesso, e a população carcerária.

Conforme a emenda constitucional 107/2020, o primeiro turno este ano será no dia 15 de novembro, e o segundo turno no dia 29 de novembro.

Fonte: Portal Imprensa
Compartilhe esta notícia:

Sindicato das Empresas de Rádio e TV do RS
Av. Getúlio Vargas, 774 - CJ 604 - Bairro Menino Deus
CEP: 90.150-002 - Porto Alegre - RS
FONE: (51) 3231-4260

ACESSE NOSSAS REDES

SINDIRÁDIO ® TODOS OS DIREITOS RESERVADOS