Sindicato das Empresas de Rádio e TV do RS | (51) 3231-4260
Arte com o raio-x do consumo de rádio na área da European Broadcasting Union
Quarta, 14 de Julho de 2021

Estimativa aponta que rádio terrestre representa entre 85 e 90% do total do consumo do meio na Europa

Parcela também significa a maior parte do consumo de áudio, segundo levantamento da European Broadcasting Union

Um levantamento realizado pela European Broadcasting Union (EBU) mostra o tamanho da relevância do chamado 'radio terrestre' na vida da população europeia. Um artigo de David Fernández Quijada, gerente do serviço de inteligência de mídia da EBU faz menção ao tamanho da transmissão de rádio numa área que conta com 56 países, compreendendo entre a Europa e o norte da África. Foram registrados 12 mil serviços de rádio em toda a região pesquisada, onde 95% do total é de transmissão via FM. Esse formato de entrega de conteúdo é quem lidera o consumo de áudio, segundo a EBU.

O texto lembra do fato da Noruega ser ainda o único país a desligar o FM analógico, mas que segue com transmissões de rádio no modelo digital. Aliás, é o modelo de rádio digital que conta avanço considerável na Europa: foram identificados 2 mil serviços diferentes nesse formato de transmissão em 2021 (não confundir com streaming ou áudio on-line), com um avanço de 23% no número de estações em apenas dois anos. 

Já o FM tradicional (analógico) segue líder em utilização na radiodifusão europeia, tendo o maior congestionamento no dial identificado na região sul do continente. São 11.267 transmissões em FM identificadas pelo levantamento da EBU. Apesar do ritmo de liberação de novas licenças de FM ter diminuído nos últimos anos, elas continuam acontecendo no continente europeu. 

O Reino Unido mostra dois fatores curiosos na evolução da transmissão de rádio. Segundo o levantamento da EBU, a região corresponde a 80% das 265 estações DAB identificadas. E é também nessa localidade que se encontra o maior número de transmissões em ondas médias, com 69 serviços. No caso desse formato de transmissão, 19 países já não contam mais com serviços de onda média.

Vale lembrar que o Reino Unido também é um dos países com o maior consumo de rádio por meio digital: seja ele terrestre (DAB+) ou via internet (streaming / áudio digital). O artigo da EBU não faz menção a esse fato, mas essa divisão entre analógico e digital já foi constatada em pesquisa da Rajar. Mesmo assim, o FM analógico segue relevante no Reino Unido, tanto que a data de seu desligamento foi novamente adiada.

Já a estimativa de 85 e 90% da transmissão terrestre representar o total do consumo de rádio na Europa, é similar o que a Nielsen constatou recentemente sobre o consumo de rádio nos Estados Unidos.

 

Com informações do portal Radio World e da European Broadcasting Union (EBU)

Fonte: Tudo Rádio
Compartilhe esta notícia:

Sindicato das Empresas de Rádio e TV do RS
Av. Getúlio Vargas, 774 - CJ 604 - Bairro Menino Deus
CEP: 90.150-002 - Porto Alegre - RS
FONE: (51) 3231-4260
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

ACESSE NOSSAS REDES

SINDIRÁDIO ® TODOS OS DIREITOS RESERVADOS