NOTÍCIAS   PÁGINA INICIAL
30/11/18
POLÍCIA FEDERAL APREENDE EQUIPAMENTOS DE RÁDIO CLANDESTINA EM BAURU
Bauru – Suposto proprietário da emissora tentou destruir equipamentos e também foi preso

 

A Polícia Federal de Bauru foi acionada para garantir o cumprimento, nessa quarta-feira (28), de decisão judicial pela apreensão de equipamentos de uma rádio que operava clandestinamente. De acordo com as informações, a operação foi denunciada junto a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). 
A PF foi acionada por denúncia de desacato aos fiscais pelo cidadão apontado como representante da emissora. Houve desacato e resistência, com prisão em flagrante do suspeito e de equipamentos.
Conforme a chefe da Polícia Federal de Bauru, Karen Cristina Dunder, o flagrante de operação de rádio clandestina é afiançável. Contudo, a resistência e reação contra os fiscais e profissionais de segurança levou à perda dessa condição. O preso em flagrante já respondeu pela mesma irregularidade e tem antecedentes criminais.
O responsável pela emissora, cujo nome não foi informado pela PF, foi encaminhado para exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML) e encaminhado para unidade prisional. Os equipamentos apreendidos vão compor o laudo do inquérito.
 "Ele resistiu e tentou quebrar equipamentos, jogando ao chão, desacatou os fiscais e resistiu ao cumprimento do mandado de busca. Todas essas informações vão compor o inquérito e o relatório será encaminhado para as providências judiciais", contou a delegada.
Com informações do JCNet

A Polícia Federal de Bauru foi acionada para garantir o cumprimento, no dia 28 de novembro, de decisão judicial pela apreensão de equipamentos de uma rádio que operava clandestinamente. De acordo com as informações, a operação foi denunciada junto a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). 

 

A PF foi acionada por denúncia de desacato aos fiscais pelo cidadão apontado como representante da emissora. Houve desacato e resistência, com prisão em flagrante do suspeito e de equipamentos.

 

Conforme a chefe da Polícia Federal de Bauru, Karen Cristina Dunder, o flagrante de operação de rádio clandestina é afiançável. Contudo, a resistência e reação contra os fiscais e profissionais de segurança levou à perda dessa condição. O preso em flagrante já respondeu pela mesma irregularidade e tem antecedentes criminais.

 

O responsável pela emissora, cujo nome não foi informado pela PF, foi encaminhado para exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML) e encaminhado para unidade prisional. Os equipamentos apreendidos vão compor o laudo do inquérito.

 

 "Ele resistiu e tentou quebrar equipamentos, jogando ao chão, desacatou os fiscais e resistiu ao cumprimento do mandado de busca. Todas essas informações vão compor o inquérito e o relatório será encaminhado para as providências judiciais", contou a delegada.

 

Com informações do JCNet

 



Fonte: Tudo Rádio
 
   
Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão no Estado do Rio Grande do Sul
Av. Getúlio Vargas, 774 - cj 604 - Bairro Menino Deus
CEP: 90.150-002 - Porto Alegre - RS - Fone: (51) 3231-4260
 
Sindiradio ® Todos os direitos reservados