NOTÍCIAS   PÁGINA INICIAL
21/02/18
EMISSORAS AM DEVEM FICAR ATENTAS À REDUÇÃO DE POTÊNCIA COM O FIM DO HORÁRIO DE VERÃO
Brasília – Horário de verão terminou neste final de semana

 

Rádios AMs que estão nos estados que foram abrangidos pelo Horário de Verão, devem ficar atentas à volta do chamado “horário normal”. O Horário de Verão foi encerrado no último domingo, atrasando os relógios em uma hora. As rádios desses estados precisam se adequar aos horários para redução de potência, que muda de acordo com o período do ano.
A observação deve ser feita mesmo para as que já fizeram a migração para o FM e ainda transmitem em AM. Vale ressaltar que a FM não tem obrigação da redução de potência, sendo restrito apenas às AMs.
 
Desta forma as emissoras de Ondas Médias, que fazem a redução de potência devem se adequar e observar se a programação (muitas vezes automatizada) de redução estará sendo feita corretamente ou se deverão voltar uma hora ao horário previsto para redução de potência nos estados onde haverá o horário de verão. A determinação está na Resolução nº 116, de 1999, da ANATEL. 
 
A estratégia do horário de verão foi adotada pela primeira vez no mundo durante a Primeira Guerra Mundial. Desde então, diversos estudos têm avaliado o impacto da mudança do horário na vida das pessoas. O efeito não se resume apenas ao mau humor por ter de acordar uma hora mais cedo.
 
Segundo as pesquisas, o horário de verão pode afetar o tempo de prática de atividades físicas, no número de acidentes de carro e até no período em que funcionários passam navegando na internet de forma improdutiva durante o expediente. O horário de verão teve início no dia 15 de outubro do ano passado.

Rádios AMs que estão nos estados que foram abrangidos pelo Horário de Verão, devem ficar atentas à volta do chamado “horário normal”. O Horário de Verão foi encerrado no último domingo, atrasando os relógios em uma hora. As rádios desses estados precisam se adequar aos horários para redução de potência, que muda de acordo com o período do ano.

 

A observação deve ser feita mesmo para as que já fizeram a migração para o FM e ainda transmitem em AM. Vale ressaltar que a FM não tem obrigação da redução de potência, sendo restrito apenas às AMs.

 

Desta forma as emissoras de Ondas Médias, que fazem a redução de potência devem se adequar e observar se a programação (muitas vezes automatizada) de redução estará sendo feita corretamente ou se deverão voltar uma hora ao horário previsto para redução de potência nos estados onde haverá o horário de verão. A determinação está na Resolução nº 116, de 1999, da ANATEL. 

 

A estratégia do horário de verão foi adotada pela primeira vez no mundo durante a Primeira Guerra Mundial. Desde então, diversos estudos têm avaliado o impacto da mudança do horário na vida das pessoas. O efeito não se resume apenas ao mau humor por ter de acordar uma hora mais cedo.

 

Segundo as pesquisas, o horário de verão pode afetar o tempo de prática de atividades físicas, no número de acidentes de carro e até no período em que funcionários passam navegando na internet de forma improdutiva durante o expediente. O horário de verão teve início no dia 15 de outubro do ano passado.

 



Fonte: TUDO RÁDIO
 
   
Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão no Estado do Rio Grande do Sul
Av. Getúlio Vargas, 774 - cj 604 - Bairro Menino Deus
CEP: 90.150-002 - Porto Alegre - RS - Fone: (51) 3231-4260
 
Sindiradio ® Todos os direitos reservados