NOTÍCIAS   PÁGINA INICIAL
30/11/17
IMPLANTAÇÃO DA TV DIGITAL CHEGA A 306 MUNICÍPIOS E BENEFICIA 72 MILHÕES DE PESSOAS
Ministro Gilberto Kassab e presidente da Anatel, Juarez Quadros, explicam desligamento de sinal analógico de TV em SP

 

A sociedade brasileira pode contar com a ampliação do sistema digital de televisão, afirmou o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, ao confirmar o início do desligamento do sinal analógico à meia-noite desta quarta-feira (29) em 113 cidades do interior de São Paulo. “Só há motivo para festejar. Não há problema nesse que é um dos maiores projetos de radiodifusão que já aconteceu no país. Quem ganha é a sociedade, que passa a ter uma imagem de mais qualidade”, reforçou Kassab, durante entrevista coletiva.
O fim das transmissões analógicas em três regiões de São Paulo vai ocorrer de forma progressiva. Em Santos e mais oito cidades o processo será concluído no dia 20 de dezembro. Campinas e mais 84 cidades, além de outros 19 municípios do Vale do Paraíba vão desligar o sinal analógico totalmente no dia 17 de janeiro de 2018.  Em outros dois agrupamentos de São Paulo - Franca e mais 24 municípios; e Ribeirão Preto e mais 19 cidades - o desligamento será feito a partir de 31 de janeiro de 2018.
O ministro afirmou que a mudança de data do desligamento em algumas cidades é algo natural. “Do ponto de vista de política pública, esse ‘delay’ não faz nenhuma diferença. Está dentro da margem de erro e pode acontecer em outras regiões do país. Por isso, a pesquisa é realizada antes da decisão pelo desligamento”, explicou Kassab, reiterando que a implantação do Sistema Brasileiro de Televisão Digital Terrestre (SBTVD-T) é referência para o mundo inteiro como exemplo de eficiência e parceria entre o governo e as empresas de radiodifusão e de telecomunicações.
A secretária de Radiodifusão do MCTIC, Vanda Nogueira, ressaltou que o processo de implantação da TV digital chega ao fim de 2017 atingindo uma parte expressiva da população. Com as três regiões do interior de São Paulo, o sinal analógico será encerrado em 306 municípios, abrangendo 72 milhões de pessoas. “Toda essa população será beneficiada com uma televisão de altíssima qualidade, como também com a tecnologia 4G de telefonia móvel.”
O presidente Associação Brasileira de Rádio e Televisão (Abratel), Márcio Novaes, reforçou o compromisso dos radiodifusores de divulgar, trabalhar e apoiar o projeto de digitalização e cumprir o cronograma estabelecido. “As pesquisas mostram que cada vez mais o brasileiro está à frente da televisão e redescobrindo uma TV gratuita de alta qualidade de som, imagem e conteúdo.”
Ribeirão Preto e Franca
O presidente da Agência Nacional de Telecomunicações, Juarez Quadros, fez um apelo aos moradores das regiões de Ribeirão Preto e de Franca para se prepararem para receber o sinal digital. Ele ressaltou que a distribuição de kits de conversores digitais para famílias cadastradas em programas sociais está avançada nos dois agrupamentos, mas parte da população precisa adquirir os equipamentos no comércio local. “Não houve essa corrida, e nós temos que incentivar para que isso aconteça”, afirmou, garantindo que haverá um reforço na campanha de divulgação nas regiões.
Quadros explicou que uma nova pesquisa para medir o índice de domicílios digitalizados será realizada em Ribeirão Preto e em Franca antes da nova data do desligamento, 31 de janeiro. Para implantar o sistema de TV digital, é preciso atingir o percentual de 90% das residências, conforme portaria MCTIC. Conforme a última pesquisa, o índice de residências preparadas para receber o sinal digital foi de 84% na região de Ribeirão Preto e de 80% na de Franca.
Balanço
Desde o início do processo, o sinal analógico já foi desligado em Rio Verde (GO); Brasília e 9 cidades do entorno do Distrito Federal; São Paulo e 38 cidades do estado; Goiânia e mais 28 municípios de Goiás; Recife e outras 13 cidades de Pernambuco; Salvador e mais 19 cidades da Bahia; Fortaleza e outras 14 cidades do Ceará; Vitória e mais seis cidades do Espírito Santo; a capital do Rio de Janeiro e 18 municípios do entorno, além de Belo Horizonte e outras 38 cidades de Minas Gerais.

A sociedade brasileira pode contar com a ampliação do sistema digital de televisão, afirmou o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, ao confirmar o início do desligamento do sinal analógico à meia-noite desta quarta-feira (29) em 113 cidades do interior de São Paulo. “Só há motivo para festejar. Não há problema nesse que é um dos maiores projetos de radiodifusão que já aconteceu no país. Quem ganha é a sociedade, que passa a ter uma imagem de mais qualidade”, reforçou Kassab, durante entrevista coletiva.

 

O fim das transmissões analógicas em três regiões de São Paulo vai ocorrer de forma progressiva. Em Santos e mais oito cidades o processo será concluído no dia 20 de dezembro. Campinas e mais 84 cidades, além de outros 19 municípios do Vale do Paraíba vão desligar o sinal analógico totalmente no dia 17 de janeiro de 2018.  Em outros dois agrupamentos de São Paulo - Franca e mais 24 municípios; e Ribeirão Preto e mais 19 cidades - o desligamento será feito a partir de 31 de janeiro de 2018.

 

O ministro afirmou que a mudança de data do desligamento em algumas cidades é algo natural. “Do ponto de vista de política pública, esse ‘delay’ não faz nenhuma diferença. Está dentro da margem de erro e pode acontecer em outras regiões do país. Por isso, a pesquisa é realizada antes da decisão pelo desligamento”, explicou Kassab, reiterando que a implantação do Sistema Brasileiro de Televisão Digital Terrestre (SBTVD-T) é referência para o mundo inteiro como exemplo de eficiência e parceria entre o governo e as empresas de radiodifusão e de telecomunicações.

 

A secretária de Radiodifusão do MCTIC, Vanda Nogueira, ressaltou que o processo de implantação da TV digital chega ao fim de 2017 atingindo uma parte expressiva da população. Com as três regiões do interior de São Paulo, o sinal analógico será encerrado em 306 municípios, abrangendo 72 milhões de pessoas. “Toda essa população será beneficiada com uma televisão de altíssima qualidade, como também com a tecnologia 4G de telefonia móvel.”

 

O presidente Associação Brasileira de Rádio e Televisão (Abratel), Márcio Novaes, reforçou o compromisso dos radiodifusores de divulgar, trabalhar e apoiar o projeto de digitalização e cumprir o cronograma estabelecido. “As pesquisas mostram que cada vez mais o brasileiro está à frente da televisão e redescobrindo uma TV gratuita de alta qualidade de som, imagem e conteúdo.”

 

Ribeirão Preto e Franca

 

O presidente da Agência Nacional de Telecomunicações, Juarez Quadros, fez um apelo aos moradores das regiões de Ribeirão Preto e de Franca para se prepararem para receber o sinal digital. Ele ressaltou que a distribuição de kits de conversores digitais para famílias cadastradas em programas sociais está avançada nos dois agrupamentos, mas parte da população precisa adquirir os equipamentos no comércio local. “Não houve essa corrida, e nós temos que incentivar para que isso aconteça”, afirmou, garantindo que haverá um reforço na campanha de divulgação nas regiões.

 

Quadros explicou que uma nova pesquisa para medir o índice de domicílios digitalizados será realizada em Ribeirão Preto e em Franca antes da nova data do desligamento, 31 de janeiro. Para implantar o sistema de TV digital, é preciso atingir o percentual de 90% das residências, conforme portaria MCTIC. Conforme a última pesquisa, o índice de residências preparadas para receber o sinal digital foi de 84% na região de Ribeirão Preto e de 80% na de Franca.

 

Balanço

 

Desde o início do processo, o sinal analógico já foi desligado em Rio Verde (GO); Brasília e 9 cidades do entorno do Distrito Federal; São Paulo e 38 cidades do estado; Goiânia e mais 28 municípios de Goiás; Recife e outras 13 cidades de Pernambuco; Salvador e mais 19 cidades da Bahia; Fortaleza e outras 14 cidades do Ceará; Vitória e mais seis cidades do Espírito Santo; a capital do Rio de Janeiro e 18 municípios do entorno, além de Belo Horizonte e outras 38 cidades de Minas Gerais.

 



Fonte: MCTIC
 
   
Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão no Estado do Rio Grande do Sul
Av. Getúlio Vargas, 774 - cj 604 - Bairro Menino Deus
CEP: 90.150-002 - Porto Alegre - RS - Fone: (51) 3231-4260
 
Sindiradio ® Todos os direitos reservados